Arte-Educação

Teatro
Alta resolução +
De R$ 48,00 por R$ 33,00

Teatro e dança

nos anos iniciais

Taís Ferreira e Maria Fonseca Falkembach
ISBN: 978-85-7706-074-0
ed. 136 p.
A intenção desta publicação é convidar todas as escolas do país a praticar o teatro e a dança, oportunizando, por meio de atividades prazerosas e lúdicas, o desenvolvimento motor, afetivo e cognitivo das crianças da Educação Infantil e dos anos iniciais. Articuladas à teoria, encontram-se sequências didáticas e interessantes práticas pedagógicas, provocando os educadores a, junto com as crianças, criar figurinos e cenários, inventar personagens, sons, movimentos e coreografias. Constitui-se numa completa orientação a professores e gestores sobre a importância de integrar essas áreas ao currículo escolar do Ensino Fundamental.
  • Sumário
    Apresentação
    Taís Ferreira


    Teatro na sala de aula, no pátio, na biblioteca, no auditório, na rua
    Taís Ferreira

    Sala de aula é lugar de fazer teatro?
    O que é teatro? Possibilidades na escola
    Como iniciar uma abordagem do teatro na sala de aula?
    A prática teatral com crianças
    Jogo dramático infantil
    Jogo teatral
    Improvisação teatral
    Proposta de sequência didática
    Vamos fazer e conhecer teatro jogando?
    Primeiro encontro: o que é teatro?
    Segundo encontro: o jogo com o outro
    Terceiro encontro: o corpo fala e conta
    Quarto encontro: oralidade: ouvir, dialogar, contar e narrar
    Quinto encontro: espaços cênicos
    Sexto encontro: elementos cênicos
    Sétimo encontro: sonoridades e música de cena
    Oitavo encontro: iluminação e teatro de sombras
    Nono encontro: figurinos e personagens
    Décimo encontro: que histórias queremos
    contar por meio do teatro?
    Ideias para um projeto
    Primeiro passo: roda de perguntas
    Segundo passo: elaboração do projeto
    Exemplos de possíveis produtos finais
    Terceiro passo: sugestões de ações
    Quarto passo: as crianças como protagonistas
    A ida ao teatro

    Quem disse que não tem espaço para a dança na escola?
    Maria Fonseca Falkembach

    O que veio antes: o corpo ou a dança?
    Experiências de ensino-aprendizagem em dança
    Volume do corpo
    Formas do corpo e movimentos tridimensionais
    Trajetórias do corpo na cinesfera
    Posição do corpo no espaço
    Deslocamento no espaço
    Qualidade do movimento
    Fator espaço
    Fator tempo
    Fator peso
    Fator fluxo
    A arquitetura espacial: transformando a forma do corpo e do movimento
    Consciência do corpo
    Resposta cinestésica
    A questão do ritmo
    Composição em dança
    Então, o que é coreografia?
    Coreografia a partir de um tema
    Criando uma coreografia: um exemplo
    Coreografia improvisada em espaço inusitado
    Coreografando com símbolos
    Como montar uma aula de dança?
    Últimas sugestões: as últimas serão as primeiras

    Referências e sugestões de leitura
  • Trecho
    Caros professores, esta breve carta pretende apresentar a proposta deste livro e iniciar um diálogo com vocês, professores do Ensino Fundamental. Nosso intuito é construir uma conversa sobre nossas experiências para que possamos contribuir, de forma efetiva, com as suas práticas pedagógicas e vivências com alunos em sala de aula (no pátio, no auditório, no refeitório, na biblioteca...). Ou seja, estamos aqui propondo algumas ideias, alguns pensares e algumas possibilidades práticas em teatro, dança e ludicidade nos anos iniciais. Contudo, jamais impondo: não queremos que os saberes da universidade se sobreponham à prática da professora e do professor em sala de aula, mas queremos colaborar, oferecendo um pouco daquilo que parte de nossa experiência como professoras-artistas e como formadoras de professores.
    Acho importante contar um pouco da minha história e da minha colega Maria para que o leitor saiba com quem estará dialogando nas próximas páginas e conheça "“os lugares de onde falamos"”.
    Começo por mim. Chamo-me Taís e sou professora em duas licenciaturas da Universidade Federal de Pelotas (extremo sul deste nosso imenso Brasil): a Licenciatura em Dança e a Licenciatura em Teatro. Trabalho na formação de professores de artes, que atuarão na Educação Infantil, no Ensino Fundamental, no Ensino Médio e também em espaços de ensino não formal, como escolas livres, comunidades, igrejas, projetos sociais, etc. No entanto, tenho mantido um estreito convívio e aprendizado junto às outras licenciaturas da universidade, por meio da coordenação do PIBID (Programa de Bolsas de Iniciação à Docência/CAPES/ MEC), no qual desenvolvo trabalho com professores da rede pública da cidade e com professores e alunos bolsistas de 14 licenciaturas da universidade. Esse Programa tem por objetivo qualificar o trabalho pedagógico nas escolas e propiciar ao aluno licenciando maior contato com diferentes realidades e contextos escolares. Antes da universidade, eu dei aula em diversos projetos sociais e trabalhei com crianças, jovens e adultos como professora de teatro. Há bastante tempo, também tenho pesquisado e escrito sobre “a "pedagogia do espectador"”, ou seja, sobre como se aprende a ser espectador na contemporaneidade, sobre como as crianças, principalmente, se relacionam com as mais diversas linguagens cênicas e espetaculares. Foi na minha "“vida na arte"” que conheci a Maria Fonseca Falkembach, atriz, bailarina, apaixonada pelas artes e pela educação e também autora deste livro. A Maria vive inventando arte, ela trabalha com teatro, dança e educação e dá aulas na Licenciatura em Dança e também no Curso de Pedagogia à Distância da UFPel. Ela adora o que faz e aceitou o meu convite para escrever sobre aquilo que mais a interessa: dançar, jogar, inventar, aprender e ensinar.
    Confesso que, quando fui instigada a organizar este livro, pensei bastante em quem deveria convidar para ser minha parceira nesse diálogo. Precisava de uma pessoa apaixonada pelo que faz, para que pudesse incitar em você, professor, a vontade e o desejo de se aventurar a dançar, teatrar, jogar e brincar com os alunos. E me parece que a Maria é essa pessoa, pois além de grande conhecedora dos assuntos que aborda no livro, ama o que faz! Posso dizer que, assim como minha colega, também eu construí toda uma trajetória afetiva, criativa e profissional, baseada na crença da importância do teatro, da dança, das artes e do lúdico na educação, como componentes básicos para a formação de um cidadão saudável, apto a experiências significativas e à plena inserção na sociedade.
    Além disso, nós duas adoramos as crianças e as (diversas) infâncias, outro ponto que nos aproxima e nos leva a ter muito prazer em escrever este livro, pois sabemos que o objetivo dele, além de instrumentalizar e fomentar a formação continuada dos professores dos anos iniciais, é fazer com que as vivências lúdicas e artísticas cheguem aos corpos e à imaginação das crianças de escolas de todo país. Será uma grande satisfação ver, cada vez com mais força, o teatro, a dança e o jogo em ação nas escolas!
    Assim, colega professor, este é o nosso convite para percorrer conosco as próximas páginas, que nascem da vontade de professoras que querem dialogar com outros professores e, dessa forma, construir uma educação mais sensível, mais viva, mais humana, repleta de cor e movimento e de "“som e fúria"”, repleta de vida, como nos diria o mestre Shakespeare há muitos e muitos anos...

    Um abraço fraterno,
    Taís Ferreira

Sugestões de outros títulos:

carregando...