Componentes Curriculares

Volta às aulas
Alta resolução +
De R$ 45,00 por R$ 30,00

Comportamento Animal

teoria e prática pedagógica

Eduardo Bessa e Ana Arnt (Orgs.)
ISBN: 978-85-7706-067-2
ed. 160 p.
Sugerido a professores do Ensino Fundamental, este livro apresenta vários capítulos com estudos específicos e contemporâneos sobre Comportamento Animal, desencadeadores de discussões e investigações por professores e estudantes. Cada um dos capítulos apresenta, também, sugestões de atividades para desenvolver em sala de aula, que poderão ser enriquecidas ou adaptadas a diferentes contextos escolares e faixas etárias dos alunos.
  • Sumário
    Apresentação
    O que queremos com um livro que fala de teoria
    e prática pedagógica sobre o Comportamento Animal?

    Ana Arnt

    Introdução
    O que é Comportamento Animal?

    Eduardo Bessa


    Parte 1
    Estudando o Comportamento Animal


    Por que estudar o Comportamento Animal?
    Joiciane Gonçalves Farias

    Existe uma maneira correta de observar comportamentos?
    Sugestão de atividade
    Visita ao zoológico

    Emilaine Magnanti Folles

    Existe um modo universal de descrever um comportamento?
    Sugestão de atividade
    Construindo um etograma

    Lucas Eduardo Araújo Silva


    Parte 2
    As bases do Comportamento Animal


    Como a atividade no sistema nervoso é transformada em comportamento?
    Sugestão de atividade
    Reflexo patelar

    Claudia Varela Ferreira
    Paola Izabeli Tomazzelli

    Como um tubarão acha sua presa?
    Sugestão de atividade
    Teste de sensibilidade tátil

    Monise Rafaella Lopes Lima

    Por que meninas brincam de boneca e meninos brigam na rua?
    Sugestão de atividade
    Debate sobre o efeito da variação hormonal no humor de homens e mulheres

    Fernanda Santos Reis

    Como treinar animais para participar de filmes?
    Sugestão de atividade
    Ensinando comandos básicos a um cão

    Larissa de Souza Soares


    Parte 3
    Comendo e evitando virar comida


    Por que seu refrigerante se enche de abelhas?
    Sugestão de atividade
    Predadores de M&M’s

    Luciana Talita da Cunha de Oliveira

    Por que tantos animais têm pintas redondas no traseiro?
    Sugestão de atividade
    Onde está o bicho?

    Andressa Porfírio Pinheiro
    Lessiani Cristina da Silva

    Por que libélulas brigam sobre as poças d’água?
    Sugestão de atividade
    Betta, o peixe de briga chinês

    Daniela Fuliotto Lopes Pscheidt


    Parte 4
    Comportamento sexual e reprodução


    Por que o tiziu canta e é vistoso?
    Sugestão de atividade
    Cantoria na lagoa

    Eduardo Bessa

    Por que as fêmeas de mamíferos amamentam seus filhotes?
    Sugestão de atividade
    A cadela amamenta os filhotes de forma proporcional?

    Felipe de Sá Palis e Souza


    Parte 5
    Vivendo em grupo


    Por que os anus brancos saem para se alimentar em bandos?
    Sugestão de atividade
    Avaliar custos e benefícios da vida em sociedade

    Elaine Custódio Correia

    Como são estruturadas as sociedades dos cupins?
    Sugestão de atividade
    Observando a sociedade dos cupins

    Felipe de Sá Palis e Souza

    Por que as cigarras cantam?
    Sugestão de atividade
    Trilha de cheiro e formigas

    Eduardo Bessa


    Parte 6
    Interações animal-planta


    O que todas aquelas lagartas fazem sobre as folhas de uma planta?
    Sugestão de atividade
    Qual a preferência alimentar das lagartas?

    Gesivânia Pires dos Reis

    Por que a jabuticaba é doce?
    Sugestão de atividade
    Acompanhando a polinização

    Ana Kelly Koch


    LECR
    Laboratório de Ecologia Comportamental da Reprodução



    NECTAR
    Núcleo de Educação em Ciências
    Tabebuia aurea
  • Trecho
    Trecho adaptado do texto
    Introdução
    O que é Comportamento Animal?
    Eduardo Bessa
    (...) O Comportamento Animal é objeto de interesse do homem há tempos incalculáveis. Nossos primeiros ancestrais dependiam de certa compreensão do comportamento para prever onde conseguir alimento, como atacar uma presa e, até, como principiar sua domesticação. Mas a Etologia só nasceu como ciência com os trabalhos de Charles Darwin, principalmente em um de seus livros posteriores à "“Origem das espécies"” intitulado “"A expressão das emoções nos homens e nos animais"”.
    Após o surgimento da Psicologia e dos primeiros estudos de Psicologia Comparativa, o Comportamento Animal era dividido em duas frentes. Os etólogos clássicos da década de 40, influenciados pela teoria evolutiva e sua nova síntese, acreditavam no comportamento instintivo como produto dos genes, portanto, determinado e inato. Já os comportamentalistas, baseados nos trabalhos de Pavlov e Skinner, acreditavam no comportamento como algo aprendido, dependente de experiência e reforços, portanto mutável e adquirível.
    A resolução dessa disputa só ocorreu nos anos 60 com os trabalhos dos três fundadores da Etologia Moderna, Konrad Lorenz, Niko Timbergen e Karl Von Frisch. Os três foram laureados com o prêmio Nobel, em 1974, por suas pesquisas em Comportamento Animal. O que esses três cientistas propuseram foi que o Comportamento Animal tem uma base instintiva, definida por genes, e sua ação por meio do sistema nervoso e dos hormônios. Mas que, além do instinto, é primordial que o animal aprimore seus comportamentos e modifique-os usando a aprendizagem. É isso o que a Etologia Moderna propõe atualmente: o fenótipo do Comportamento Animal é o produto de um genótipo com os efeitos do ambiente. Não há sentido falar em aprendizado sem instinto ou em instinto sem aprendizado, ambos são indissociáveis.
    O Comportamento Animal, acima de tudo, é um ramo robusto do conhecimento. Repleto de teorias capazes de explicar muito da natureza, mas ainda mais cheio de questões interessantes e relevantes a serem exploradas. Os trabalhos, nessa área, podem envolver técnicas de biologia molecular para descobrir filhotes de outro pai numa ninhada, podem envolver sinalização via satélite para identificar a rota de migração de tartarugas marinhas e podem contar com exames altamente modernos para identificar quantidades ínfimas de feromônios. Mas fundamental para o estudo do Comportamento Animal é a curiosidade e a paciência do pesquisador, além de uma caderneta de campo e de um lápis. Nada mais! É uma linha de pesquisa barata para os dados que permite obter.
    Hoje, o comportamento animal segue uma linha de pesquisa bastante diversificada, agrupa pessoas interessadas em qualidade de vida animal, produtividade de rebanhos, evolução, comportamento humano, conservação de espécies, entre outros aspectos. A Sociedade Brasileira de Etologia já tem 21 anos, mas, há 30 anos, ocorre um encontro para seus membros e novos pesquisadores discutirem seus progressos e descobrirem novidades na área. Atualmente, existem mais de 150 pesquisadores filiados à Sociedade Brasileira de Etologia.
    O objetivo deste livro é compartilhar com o leitor os conhecimentos sobre o Comportamento Animal. Mas vai além, propõe ainda atividades práticas para que o comportamento animal seja vivenciado, tanto pelos experimentos como por dinâmicas que remetam à teoria.

Sugestões de outros títulos:

carregando...