Arte-Educação

Promoção de Natal
Alta resolução +
De R$ 45,00 por R$ 31,00

A formação do ator

um diálogo de ações

Mirna Spritzer
ISBN: 978-85-87063-72-4
ed. 80 p.
O ensino do teatro para jovens e adultos se delineia, neste livro, com uma clara sequência didática que em muito contribui para a compreensão do leitor. A autora descreve como trabalha com seus alunos, acrescentando, em paralelo, fundamentos teóricos que alicerçam a sua ação. Para além do ensino do teatro e das sugestões de práticas, o livro traz uma abordagem pedagógica de diálogo e de respeito pela diversidade do contexto educacional, comprovando a importância do ensino do teatro nas escolas de Ensino Médio, de EJA e no Ensino Superior.
  • Sumário
    Apresentação

    Uma poética do palco
    Um caminho sistematizado
    Atriz – professora
    O que move o ator
    Amar as próprias perguntas

    Um atleta do coração: o ator
    Stanislavski e a imaginação
    Brecht e o estranhamento

    Um ato de vontade sã e precisa: a formação
    Uma aventura de múltiplos gestos
    Uma prática diária de ação coletiva
    O palco e a sala de aula

    O exercício da ação
    A preparação
    Avaliação e autoavaliação
    A construção da ação dramática
    Diálogo de ações
    A fábula por trás do diálogo
    Sobre o ofício do ator
    Recuperando o repertório
    As circunstâncias da ação
    Os personagens
    Um roteiro para analisar o texto
    Corpo e imaginação
    Ensaios
    Imaginação criadora
    O texto dramático
    Mais uma vez o repertório
    Um álbum de fotografias
    Ator e personagem
    Improvisando sobre o texto
    O caminhar do personagem
    As palavras no espaço
    A cena
    Apresentação e avaliação final

    O invisível feito visível
    A presença de Peter Brook
    A abordagem do texto dramático
    Os mestres
    Teoria e prática
    Um caminho que é único
    Um sistema
  • Trecho
    Apresentação
    Irene Brietzke

    Teatro é o acordo que se estabelece entre o espetáculo e o público de transportar-se para um universo possível. O espetáculo faz parecer que tanto os atores quanto os espectadores distraem-se de si próprios enquanto dura este acordo.
    Definindo o teatro como um jogo ficcional, consideramos que a função do ator é agir como outra pessoa diante do público. Ele se faz passar por outro com a conivência do espectador. É como se o espectador esquecesse que está enganando a si próprio. Talvez melhor fosse dizer que é no teatro que sentimos o prazer da convivência com seres artificialmente construídos.
    As emoções dos atores não têm que ser reais ou vividas. Antes de mais nada elas precisam ser visíveis e legíveis para ultrapassar a barreira do palco e alcançar o público. 
    O ator está situado no âmago do acontecimento teatral. Ele é o vínculo vivo entre o autor do texto e o ouvido atento do espectador. O ator é o ponto de passagem de toda e qualquer vontade do encenador e de todas as diretivas do espetáculo.
    O ator faz de conta que acredita que o seu personagem é uma totalidade, um ser semelhante aos da realidade, quando, na verdade, ele só é composto de poucos elementos que ele e o espectador devem completar com sua imaginação. É aí que começa a principal função do ator: ele oferece ao público a possibilidade de produzir sua ilusão. 
    Neste ponto entra a grande contribuição de Brecht para o trabalho do ator: com seu "efeito de estranhamento" ele levou o ator a indicar, através de uma ruptura de jogo, que a manobra não o engana e que ele pode prestar um depoimento pessoal sobre a personagem ou a situação que está representando.
    Esta intrincada função do ator, sua preparação e treinamento são claramente analisadas neste livro. "A formação do ator - um diálogo de ações" é leitura obrigatória para quem gosta de teatro. Mirna Spritzer nos oferece um painel claro e sólido dos meandros da atuação.
    As prateleiras das livrarias brasileiras são pequenas ou inexistentes no setor de teatro e menores ainda quando se procuram publicações dirigidas à interpretação teatral. Este livro de Mirna Spritzer é uma publicação necessária e louvável, uma grande contribuição para a sistematização do trabalho do ator.
      Diretora de Teatro

Sugestões de outros títulos:

carregando...